os cinco porquinhos

IMG_7548

pernil do estadão

nesse democrático balcão de valoroso balcão boêmio se serve um dos sanduíches mais superestimados da cidade, talvez pela inevitável falta de parâmetro causada pelo excesso de álcool consumido na madrugada pela freguesia de plantão. a abissal quantidade de recheio faz com que o lanche desmanche na mão, não na boca. mas, uma vez no lugar, minha dica é pedir o pernil no prato – vendem por kilo, porção mínima de 100g -. o pão vem à parte e é possível ainda pedir pra vir cota extra de pele.

burger de calabresa do bar do jiquitaia

nada mais que a boa linguiça do restaurante de baixo espalmada, dentro de um pequeno pão de hamburguer. tamanho ideal para forrar o estômago, sem precisar parar de beber. ótima alternativa ao temível arroz de carreteiro. se quiser algo antes, encare o chips de jiló ou o torresmo, ambos bem bons e – novamente – em porção de tamanho adequado, já que o bar tem ótimos drinks e boas cervejas.

sanduíche de porco da porta de comida rápida da casa do porco

esse chegou pra mudar o parâmetro da parada. por valor mais baixo que um x-bosta da bella paulista – 17 trumps – é possível comer um sanduba com o ótimo porco que nomeia o bar e maionese caseira dentro do pão feito pela talentosa chef confeiteira saiko izawa. e ainda rola pedir uma porcopoca pra comer junto. difícil bater a dupla.

katusando do matsu

os mano do matsu conseguiram elevar algo cotidiano -no japão, é comida de loja de conveniência – à décima potência. porco empanado, frito à perfeição e posto no pão exclusivo da casa. se você nunca comeu, corra pra provar. o vizinho tan tan também faz uma versão que – embora atinja resultado até que razoável, a ponto de valer a pedida – não chega a alcançar notas mais altas. não concorda ou não confia em meu paladar? pois prove os dois. eis aqui uma dúvida gostosa de dirimir.

choripan do underdog

choripan é pão com linguiça vendido por preço popular, pelo menos em sua essência. aqui ele é feito classudamente, com direito ao ótimo chimichurri feito na casa. e o pão vagabundo da panificadora ao lado não interfere no sabor. um tapa de luvas na paola carosella, que serve sua (boa) versão no vizinho arturito, mas turbinou os preços do cardápio de maneira fantástica, após sua consagração televisiva. no underdog é 15 conto, ou 12, não lembro ao certo agora. o importante é não hypar comida simples.

e você? qual é seu sanduíche de porco preferido?

Comente mas se atente!